Memories of you

Eu não estou pronta.

Não agora, e acho que não vou estar nunca.

Lembrar de ti já é rotina. E eu acho que me arrependo um pouco. Você me perdoa? Eu já cansei de te escrever isso…

Lembrar da nossa cumplicidade machuca. Quem mais me ligaria as 2 da manhã todas as noites? Quem me responderia as coisas mais loucas, nos horários mais imprevisíveis?

Tu tem um coração bom.

É puro, sabe? Você é doce. E eu fiz tudo errado.

Eu só queria que você pudesse me perdoar. Um dia por aí. Sei que vamos envelhecer separados e que possivelmente eu nunca mais saberei nada de ti. Minhas escolhas em outubro do ano passado refletem isso e eu sei que foi a decisão certa a ser tomada a longo prazo. Mas… ainda vou sentir sua falta. Como quando olhamos para aquele céu lindo de São Carlos, puta que pariu, que saudades. Eu sabia que tudo acabava ali, e essa sensação não morre nunca. Tudo acabou aqui. Eu não sou mais pra você a pessoa que tu amava, cuidava, apertava nos dias frios. Se eu soubesse do futuro… Teria te abraçado mais. Teria aproveitado nosso último dia. Teria visto as estrelas por horas. Eu sinto tanta falta delas. Assim como sinto falta de você, do seu beijo, paciência, carinho excessivo, humor, inteligencia… Sinto falta de tudo. Em dias assim é difícil dormir, mas você entende né?

Eu que já escrevi tudo possível pra ti, ainda sinto que as palavras soam pequenas. Meu amor não passou, ainda bem. Eu ainda te amo muito, amo aquele que foi nosso, e sinto falta – muita falta. Espero que tu fique bem todos os dias da sua vida, que consiga seguir em frente de um jeito que eu nunca consegui.

Espero que a minha memória nunca me traia e nunca me deixe esquecer dos seus olhos e sorrisos. Do sabor do seu beijo. Vou amar vocês pra sempre.

 

 

Anúncios