Carolina

“Tem 20 anos, fã de fresno, quase foi formada em nutrição. Hoje faz psicologia e é Mackenzista. Quando criança queria um casamento estável, e filhos saudáveis. Hoje tem sonhos maiores. Quer conhecer a Costa Rica, viajar por todo o planeta, e morar sozinha durante 1 ano para amadurecer. Aprendeu com a vida que amores impossíveis são os mais lindos, e que nem sempre temos tudo o que desejamos. Acredita em Deus como uma força que move a todos, e tem fé em um mundo onde o amor ao próximo vire prioridade. Deseja casar com alguém que goste de coisas simples, e saiba faze-la dar risada – mesmo depois de um dia estressante. Tem seus defeitos, e luta contra eles diariamente. Estressada, sistemática, confusa, APAIXONADA. Vegetariana desde 2008. Feliz.”

O about me descrito acima foi feito logo quando criei o Blog, em 2011. Nunca apaguei porque eu quis manter alguma essência minha que pode ter sido mantida em 4 anos de vivências. Tolice. A gente está em constante mudança, e comigo não poderia ser diferente. Muitas coisas mudaram. Hoje tenho 22, continuo gostando muito de Fresno, mas não é mais minha banda favorita. Continuo na psicologia. Ainda quero um casamento estável e (possivelmente) filhos. Depende muito do marido que eu arranjar rs. Casamento sempre foi minha prioridade e hoje não é mais a principal. Ainda quero conhecer a Costa Rica, mas olha, também não está na lista das prioridades. Morar sozinha durante 01 ano? Pô, Carol do passado, como você era tontinha (definir tempo não é mais algo que eu faça hoje em dia). Não sei como amores impossíveis podem ser os mais lindos, se eles são impossíveis e não vivenciados. Amores lindos são aqueles que você se entrega até explodir de amor, não? Não sou mais vegetariana :( Um ano depois de escrever esse about me eu voltei a comer carne. Desculpa ai vegetarianismo, eu traí seu movimento. Ainda sou confusa, mas de jeito nenhum sou sistemática e sou mais tranquila que estressada. Numa luta constante pela felicidade plena. Estou orgulhosa (e um pouco envergonhada também) da Eu do passado, que era linda, cheia de sonhos e ideais. A gente se perde em tanta coisa, tanta informação… Nos descobrimos em todas elas também. Não sei dizer se eu prefiro a Carol do passado, mas a do presente sente falta dela. Daqui a 4 anos eu volto pra escrever o que mudou. Vamos torcer pra que as mudanças continuem positivas :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s